I Romaria Diocesana de Nossa Senhora de Lourdes reúne milhares de fiéis em Apucarana

A diocese de Apucarana promoveu no início do mês de Fevereiro a I ROMARIA DIOCESANA DE NOSSA SENHORA DE LOURDES. A peregrinação de fé, teve início com a Santa Missa que superlotou o Ginásio de esportes da cidade e toda a sua parte externa onde foram montadas tendas para acolher aos fiés peregrinos. Prosseguindo em procissão até a Catedral há aproximadamente 1 km de distância um momento memorável de fé e alegra que contagiou toda a cidade.

Para este dia tão especial, tivemos a alegria de confeccionar a Capa de Asperge original usada por Dom Carlos José durante a procissão, oração do Angelus e demais momentos litúrgicos de toda a Romaria que se estendeu até o fim da novena e a Solenidade da padroeira.

Extremamente simbólica, rica em detalhes e bela, a Capa de Asperge foi desenvolvida especialmente para a data. As imagens de Santa Bernadete e Nossa Senhora de Lourdes ladeavam os galões bordados ornados de símbolos em dourado e Azul. Atrás a imagem bordada era da Aparição de Nossa Senhora de Lourdes a Santa vidente ajoelhada com o terço nas mãos.

Um momento que ficará registrado pra sempre em nossos corações e na história de nossa querida diocese. 

Nossa Senhora de Lourdes, rogai por nós!
Santa Bernadete, rogai por nós!

Confira as fotos!

 

O uso do Véu de Cálice na liturgia e seu significado

Como tudo na Liturgia da Santa Missa, os objetos litúrgicos têm o propósito de externar concretamente a dimensão espiritual do que se vive na celebração. Os sentidos expressam o que experimenta a alma, sendo componentes inseparáveis de uma mesma realidade. Dessa forma, também o véu de cálice compõe a mesa da celebração, porém tem sido esquecido e ainda hoje causa dúvidas sobre seu uso.

Os véus tradicionalmente nos recordam a dignidade velada, ou seja, o valor sagrado daquilo que está sob este véu.

De acordo com a legislação litúrgica da Igreja, o cálice usado na Missa deveria estar coberto com um véu. A Instrução Geral sobre o Missal Romano [IGMR 80c, 2ª edição típica] afirma: “O cálice esteja coberto com um véu”.

O Véu de Cálice é usado durante a celebração da Missa para cobri-lo juntamente com as alfaias, quando é carregado da credência para o altar no momento do Ofertório e depois da Comunhão quando são levados de volta. É normalmente usado juntamente com a Bolsa de Corporal sendo da mesma cor dos paramentos ou pode ser sempre de cor branca.

Assim como o Evangeliário, que contém a Palavra de Deus, é adornado e dignificado com belas capas, assim os vasos que conterão o Corpo e o Sangue do Senhor deveriam ser adornados e dignificados com o véu. Desde que o cálice também é o sinal visível da Eucaristia, é apropriado que ele esteja velado durante a primeira parte da Missa, a Liturgia da Palavra.

A fonte de um significado simbólico mais profundo do véu do cálice é encontrada nas Escrituras. Como prescrito no Êxodo e descrito na carta aos Hebreus, um véu ou cortina separava o Santo dos Santos do restante do Templo:

“Consistia numa tenda: a parte anterior encerrava o candelabro e a mesa com os pães da proposição; chamava-se Santo. Atrás do segundo véu achava-se a parte chamada Santo dos Santos. Aí estava o altar de ouro para os perfumes, e a Arca da Aliança coberta de ouro por todos os lados; dentro dela, a urna de ouro contendo o maná, a vara de Aarão que floresceu e as tábuas da aliança” (Hb 9,2-4)

O ato de descobrir o cálice, retirando o véu, é uma das primeiras ações litúrgicas do Ofertório significando que os sagrados mistérios estão prestes a serem revelados. Novamente, esta ação é um eco simbólico da Escritura:

“Jesus de novo lançou um grande brado, e entregou a alma. E eis que o véu do templo se rasgou em duas partes de alto a baixo, a terra tremeu, fenderam-se as rochas. Os sepulcros se abriram e os corpos de muitos justos ressuscitaram.” (Mt 27,50-51)

O véu rasgado no momento da morte de Jesus anuncia a transição da Antiga Aliança para a Nova Aliança, prometida por Jesus na última Ceia: “Do mesmo modo tomou também o cálice, depois de cear, dizendo: Este cálice é a Nova Aliança em meu sangue, que é derramado por vós…” (Lc 22,20).

Assim, retirar esse véu marca a transição da Liturgia da Palavra para a Liturgia Eucarística, a “liturgia celeste”. Apesar da barreira de nossa indignidade, o gesto nos convida a adentrar a celebração dos sagrados mistérios. Quando o véu é removido, o esplendor do cálice é exposto.

A beleza e a riqueza dos símbolos litúrgicos nos convidam a adentrar no mistério e são por si só material catequético e educativo para os nossos sentidos.

 

Texto adaptado por Via Apia Paramentos
Fonte: Associação Redemptionis Sacramentum
Blog “Ministrare et dare animam suam” 

 

Participamos da Maior Feira Católica do Nordeste!

Dos dia 04 a 07 de outubro estivemos presente na Segunda Edição da “MAIOR FEIRA CATÓLICA DO NORDESTE” que aconteceu em Fortaleza, Ceará, no Centro de Eventos do Sebrae.

O evento reuniu fornecedores de artigos religiosos de todo o país: imagens sacras, metais litúrgicos (cálices, âmbulas, ostensórios, etc), móveis para igrejas, livrarias católicas, agências de turismo religioso, arquitetura sacra e, claro, paramentos litúrgicos tudo em um só lugar nesta que é uma das maiores capitais católicas do nosso país.

Além da feira de artigos religiosos, o evento contou com um simpósio sobre dízimo e palestras de assuntos relevantes, desde arte sacra até educação cristã. Aconteceu também, a feira das vocações onde pudemos conhecer diversos carismas e expressões da Igreja presentes na cidade: novas comunidades, movimentos e congregações.

Com certeza foi um momento de encontro muito frutuoso, agradecemos a acolhida deste povo querido do nosso Nordeste que nos recebeu tão bem! Confira algumas fotos.

 

BLACK WEEKEND – TODO O SITE COM 20% DE DESCONTO

De 29/11 a 01/12 TODO O SITE com 20% de desconto (com exceção de túnicas e jogos de altar).

Ao finalizar a sua compra inclua o CUPOM DE DESCONTO: BLACK20

E pronto! Você ganhou 20% no valor de toda compra, aproveite!

 

 

 

Comunidade Mar a Dentro completa 29 anos de fundação!

Há 29 anos, no dia 21 de outubro, era fundada a Comunidade Católica Mar a Dentro. Fruto do carisma impresso no coração de nosso fundador, Antonio Dilben Rabelo Fleming, que nos impele a “Avançar para águas mais profundas e lançar as redes para a pesca” como discípulos e ministros da Obediência e da Paz. Através da obediência à Palavra do Senhor somos chamados a formar homens e mulheres novos para um mundo novo.

Alguns anos depois, fruto do carisma Mar a Dentro, como inspiração do coração do nosso fundador surge a Via Ápia Paramentos com a missão de servir a Igreja pela confecção de paramentos litúrgicos que realcem a beleza da Igreja.

Hoje estamos em festa com coração grato por todas as bênçãos e graças que o Senhor derramou e toda a transformação que promoveu em nossas vidas por meio deste carisma que escolheu para nós.
Como dizia Santa Teresa D’Avila, “Quem ama faz comunidade!” Quanto amor encontramos aqui.

Obrigado especialmente a cada sacerdote, seminarista, diácono, leigo que mais que cliemtes são amigos e irmãos que acreditam e apoiam a nossa missão! Vocês são extensão de nossa Família Mar a Dentro. Deus os cubra de graças do Céu!
DUC IN ALTUM ⛵
.
.
#comunidade #comunidademaradentro #jovensmaradentro #carisma #novascomunidades #novacomunidade #rcc #rccbrasil #paramentos #paramentosliturgicos #missao

Cardeal Dom Orani Tempesta celebra com Paramentos Via Ápia

No início deste mês de julho aconteceu o VII Capítulo Geral da Comunidade Católica Mar a Dentro. A missa de abertura foi presidida pelo Cardeal Dom Orani João Tempesta, Ocist., com paramentos Via Ápia confeccionados especialmente para esta data.  Na Celebração Eucarística aconteceu a troca dos taus utilizados como símbolo dos compromissos dos membros da Comunidade Mar a Dentro.

Nos alegramos por fazer parte deste momento histórico para a Comunidade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Dom Celso toma posse em São José dos Pinhais

No último dia 13/02, Dom Celso Antônio Marchiori, antigo bispo da Diocese de Apucaranna, assumiu a missão de conduzir a Diocese de São José dos Pinhais – PR como seu novo bispo e nós da Via Ápia Paramentos tivemos a alegria de contribuir com a Casula e a Mitra que foi usada por ele na cerimônia de posse!

PVUR00311 (1)

Como o povo cantou em sua acolhida: “Bendito o que vem em nome do Senhor!”

Que sua confiança na Cruz do Senhor sempre o leve a avançar em águas mais profundas!

 

 

 

Parceria com a Livraria Loyola

Agora você pode encontrar nossos Paramentos também nas Livrarias Loyola!

Com a visão de servir a Igreja onde ela estiver, pouco a pouco a Via Ápia tem expandindo sua abrangência. Com o intuito de tornar mais acessível ao clero de todo o Brasil, estamos também no coração comercial do Brasil, em São Paulo.

Além do virtual é possível tocar, provoar e escolher as peças de pertinho, em nosso ateliê em Apucarana -PR, e também na Livraria Loyola, na Rua Quintino Bocaiuva, 234, Sé, pertinho da Catedral da Sé.

Peça Paramentos Via Ápia!

 

Ou acesse:

LOJA ONLINE LIVRARIA LOYOLA

LOJA ONLINE VIA ÁPIA PARAMENTOS

 

 

 

 

Ordenações Presbiterais

No dia 30 de setembro de 2017, dia de São Jerônimo e dia da Bíblia, mais dois jovens deram seu SIM um ministério do sacerdócio da Igreja de Cristo, em Apucarana – PR. Douglas Felippe e Renato Coelho foram ordenados pelas mãos de Dom Celso Antonio Marchiori, com a presença de muitos padres e fiéis de diversas paróquias da diocese.

A Via Ápia colaborou com a Casula de ordenação e o jogo de casulas das 4 cores com que o então Diácono Douglas foi presenteado por amigos e padrinhos; com as túnicas dos dois candidatos ao ministério sacerdotal e também com os jogos de alfaias e a toalha de altar utilizados na celebração, além dos panos Maniturgium nos quais suas mãos ungidas com o óleo foram enroladas, durante o momento de sua ordenação.

Eis dois nossos servos e amigos para a grande messe do Senhor, contem sempre conosco em sua missão!